ISAVIÇOSA Blog

Microbacia Escola promove ações de educação ambiental

O Programa Microbacia Escola reúne diversas ações e projetos desenvolvidos pelo ISAVIÇOSA, que têm como objetivos a promoção de educação para uma cultura sustentável e a melhoria da qualidade ambiental da microbacia do ribeirão São Bartolomeu.
O ribeirão São Bartolomeu pertence à Bacia do Rio Doce e seus tributários mais expressivos são os córregos do Engenho, Palmital, Paraíso, Machados, das Posses e Araújo. A bacia do ribeirão ocupa uma área de 5.057,4 ha o que corresponde a 18,48% da superfície do município de Viçosa.  Possui em torno de 440 nascentes, distribuídas em onze microbacias, sendo a do córrego Palmital a que abriga as cabeceiras, com a nascente de maior altitude e mais distante da foz, desempenhando importante papel na recarga hídrica da bacia.
Importância do projeto Microbacia Escola
O uso da terra na região do Palmital é constituído, principalmente, por pastagens, agricultura de subsistência, plantio de eucalipto e escassos remanescentes de floresta secundária nativa. A região possui extensas áreas com declividade elevada e ausência de práticas de conservação do solo e da água. Neste cenário a água das chuvas tende a correr superficialmente “morro abaixo” reduzindo a infiltração de água para recarga dos aquíferos e ocasionando elevado carreamento de partículas em direção aos cursos d’água, causando o assoreamento de córregos e nascentes. Tais efeitos podem ser facilmente visualizados nas encostas mais íngremes e vem sendo sentidos pelos proprietários rurais que relatam o secamento de córregos, nascentes e poços semi-artesianos.
Neste contexto, o cuidado com estas áreas de cabeceira visando a conservação dos solos e o aumento da infiltração da água da chuva através de técnicas de plantio de água é fundamental para se buscar a soberania hídrica para Viçosa. Trata-se de um problema que atinge a todos, proprietários rurais e população urbana. Para uma gestão sustentável dos recursos hídricos é  necessária e fundamental a participação de todos. Os primeiros principalmente através do uso sustentável da paisagem e os segundos principalmente através do uso consciente da água, redução do desperdício, captação e uso de água da chuva e apoio aos produtores de água da zona rural.

A equipe do ISAVIÇOSA considera que, para que este cenário se concretize, são necessárias diversas mudanças de comportamento. O grupo acredita que precisamos enquanto sociedade aprender a fazer diferente se queremos garantir a qualidade de vida para nós e para as futura gerações e que, para isso, são necessários processos e espaços educativos que favoreçam estas mudanças individuais e coletivas.
Microbacia Escola promove ações de educação ambiental
Crianças em visita ecotécnica às nascentes do ribeirão São Bartolomeu
A motivação da equipe que integra o projeto Microbacia Escola vem do sonho coletivo de que haja uma ampla difusão e implantação de técnicas sustentáveis ao longo das propriedades rurais no ribeirão São Bartolomeu, aumentando a vazão dos cursos d’água, e alterando radicalmente, para melhor, a funcionalidade ambiental destas paisagens. A expectativa da equipe é a de que as experiências educativas sejam transformadoras e possam de fato inspirar e instrumentalizar as pessoas na busca de uma transição para a sustentabilidade.
Com ênfase no aumento da recarga hídrica dos aquíferos, recuperação e proteção dos córregos e nascentes, tem-se, portanto, duas linhas de ação principais, intimamente interligadas: i) ações educativas (visitas guiadas, aulas de campo, cursos, etc.) e ii) implantação de tecnologias sociais para a recuperação ambiental e “plantio de água”.
Grande parte das atividades de educação desenvolvidas no âmbito do Programa Microbacia Escola é realizada no sítio Palmital, sede do ISAVIÇOSA, que abriga as nascentes mais altas do ribeirão São Bartolomeu. Desde 2004, têm-se implementado no local, práticas sustentáveis de uso e ocupação da terra, que visam, sobretudo, melhorar e assegurar a qualidade da água e aumento da biodiversidade. Entre as práticas aplicadas incluem-se a implantação de sistemas agroflorestais; recuperação de matas ciliares; construção de banheiros secos e fossas de evapotranspiração; planejamento de ecovilas; implantação de Unidade Participativa de Experimentação em Plantio de Água (UPEPAs); agricultura agroecológica e reflorestamento com mudas de árvores nativas e frutíferas associado ao favorecimento da regeneração natural em áreas sensíveis das zonas de captação e transmissão da microbacia.

As parcerias

O projeto Microbacia Escola é desenvolvido por voluntários e pessoas vinculadas ao Instituto Socioambiental de Viçosa (ISAVIÇOSA) e ganhou forças, nos últimos anos, devido a um conjunto de fatores.
Primeiramente, o projeto adotou mais uma frente de trabalho e de cuidado com o meio ambiente que é o Plantio de Água, essa prática tornou-se um dos pilares de sustentação do Microbacia Escola. Além de promover um curso prático de capacitação e aprendizado da técnica em sua sede no Palmital, zona rural de Viçosa, em parceria com o projeto Plantadores de Água (Alegre/ES), o ISAVIÇOSA se integrou à rede Nós de Água, criada no próprio curso. A rede, desde então, promove mini-cursos e  vivências para grupos interessados em conhecer e multiplicar a técnica bem como participa de mutirões e ações em outras localidades.
Vale destacar que o ISAVIÇOSA, junto ao Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata (CTA-ZM) e o grupo GT Água da UFV, coordena atualmente trabalho relacionado à recuperação e proteção de recursos hídricos junto à população rural de outros municípios, com destaque para o município de Divino e Araponga, no qual vem sendo implantadas diversas UPEPAs.
Simultaneamente, o projeto tornou-se um Grupo de Trabalho do Curso de Extensão Gaia Viçosa e somou novos parceiros, novos sonhos e mais força para realizar as ações planejadas.
Microbacia Escola promove ações de educação ambiental
Turma participante de curso de Plantio de Água
O Microbacia Escola abrange desde educandos do ensino fundamental e médio, de escolas de Viçosa e região, até estudantes universitários. Também são realizadas atividades voltadas para produtores rurais, gestores de bacias e técnicos vinculados a órgãos de extensão de municípios da região de Viçosa.
Periodicamente são recebidos, na sede rural do ISAVIÇOSA, grupos de escolas do ensino básico, professores e estudantes universitários , gestores de bacias, produtores rurais, entre outros.
Além das visitas, são promovidos frequentemente cursos específicos sobre diferentes tecnologias sociais importantes para a transição para uma cultura sustentável, tais quais: bioconstrução, plantio de água, planejamento estratégico participativo consensual, ecologia profunda, sistemas agroflorestais e certificado Gaia de design para a sustentabilidade (reconhecido pela UNESCO).
O projeto Microbacia Escola é mantido com recursos próprios do ISAVIÇOSA. Em 2016, o projeto recebeu o apoio da empresa BAKO, através do repasse de doações recolhidas nas  bilheterias de eventos produzidos por ela. O recurso arrecadado foi investido na implantação de estruturas para conservação e proteção de recursos hídricos em propriedades localizadas nas comunidades do Palmital e Paraíso.
Realizações em 2016 e previsões para 2017
Diversas ações foram realizadas em 2016 no âmbito do Microbacia Escola, com destaque para visitas ecotécnicas, minicursos e oficinas de plantio de água.
Em âmbito local, alguns proprietários de terra no Palmital já estão sensibilizados para a necessidade de cuidado e de preservação dos cursos d´água. O ISAVIÇOSA iniciou este ano a intervenção em algumas propriedades da região e para 2017, é prevista uma ampliação das ações do projeto, incluindo a construção de novas UPEPAs em propriedades da bacia do São Bartolomeu bem como a implantação de um programa de complementação pedagógica para crianças, tendo como base a educação ambiental e a agroecologia, e ainda um calendário de cursos e vivências em temáticas diversas correlacionadas à transição para sustentabilidade. Toda essa programação será divulgada em breve no site do ISAVIÇOSA.  

Para saber mais e para visitar a Microbacia Escola

Interessados em conhecer e/ou colaborar com o trabalho desenvolvido no âmbito do projeto Microbacia Escola devem entrar em contato pelo email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. para agendar uma visita à sede do ISAVIÇOSA.
Para maiores informações sobre os projetos do ISAVIÇOSA, acessar o endereço www.isavicosa.org

Gaia Viçosa - Educação para Sustentabilidade

Nos meses de outubro e dezembro de 2015 e de fevereiro e abril de 2016, foi realizado  o curso de extensão Gaia Viçosa – Educação para Sustentabilidade. A iniciativa foi uma parceria entre o Gaia Education, a Universidade Federal de Viçosa e mais algumas instituições, dentre elas o Instituto Socioambiental de Viçosa (ISAVIÇOSA).

O curso aconteceu em quatro etapas, com duração de uma semana cada uma. Em cada semana foi enfatizada uma das dimensões da sustentabilidade: Social, Econômica, Ecológica e Visão de Mundo.

As duas primeiras dimensões, Social e Econômica, aconteceram na Mata do Paraíso, em espaço dedicado a atividades de pesquisa e Educação Ambiental, da Universidade Federal de Viçosa. Já as dimensões Ecológica e Visão de Mundo tiveram como espaço de realização a sede do ISAVIÇOSA, no Palmital, zona rural de Viçosa.

O objetivo principal do Gaia Viçosa foi o de potencializar iniciativas sustentáveis da região, articulando e promovendo trocas entre as experiências e estratégias de ecovilas, experiências de educação ambiental, e experiências populares de agroecologia e movimentos sociais, através da formação de uma comunidade de aprendizagem e práticas.

Como proposta do programa, foram criados sete grupos de trabalho, também chamados de vilas. Através do trabalho nos grupos os gaianos e as gaianas  puderam vivenciar e aplicar os conteúdos  apreendidos, bem como planejar a continuidade dos projetos, para além dos momentos de convivência no curso. As sete vilas trabalhadas nos Gaia Viçosa foram: Arcas, Camará, Crianças de Gaia, Criolas, Microbacia Escola, Nós de Água e Oca.

A seguir, um breve resumo do conteúdo trabalhado e vivenciado em cada dimensão, pela comunidade de aprendizagem.

Gaia Viçosa - Dimensão Social – 10 a 16 de outubro de 2015

Gaia Viçosa - Educação para Sustentabilidade
Comunidade de Aprendizagem - Gaia Viçosa - Dimensão Social - Outubro 2015

Temas abordados/vivenciados e educadores facilitadores: Práticas de Sintonização e Bem-estar do Grupo, Apresentações GTs, Encerramento e Celebração (Equipe Gaia Viçosa e Participantes); Abertura, Embarque e Programação; Comunicação Colaborativa, Prática de Conselho – Círculo Cerimonial de Diálogo, Metodologias Sociais de Diálogo – Tecnologia do Espaço Aberto (Ana Carolina Beer Simas); Educação Gaia, Construindo Comunidade e Abraçando a Diversidade, Poder e Liderança, Facilitação de Grupos, Processos de Tomada de Decisões, Ecovilas (Taisa Mattos); Pedagogia do Círculo e Pedagogia da Cooperação, Comunicação Não-Violenta, Resoluções de Conflitos (Edite Faganello); Danças Circulares (Rubens Calegari e Cássia Prados); Dragon Dreaming: Criação Colaborativa de Projetos + Prática nos Grupos de Trabalho (John Croft). 

Gaia Viçosa - Dimensão Econômica – 06 a 12 de dezembro de 2015

Gaia Viçosa - Educação para Sustentabilidade
Euclides Mance compartilha conhecimentos e gera muita reflexão
Temas abordados/vivenciados e educadores/facilitadores: Práticas de Sintonização e Bem-estar do Grupo, Abertura, Embarque, Programação, Apresentações GTs, Encerramento e Celebração, Prática de Feira de Trocas, O Poder da Comunidade – Como Cuba sobreviveu ao Pico do Petróleo, Grupos de Trabalho – Estudos de Caso (Equipe Gaia Viçosa e Participantes); Curando Economias Locais (Felipe Bannitz); A Economia Global e as Fendas Sistêmicas do Capitalismo, Redes de Economia Solidária, Transformando a Economia Global para Sustentabilidade: Sistemas de Intercâmbio Solidários e Circuitos Econômicos Solidários, Libertação das Forças Produtivas (Euclides Mance); Moedas Sociais e Bancos Comunitários, Rede e Feiras de Trocas, Experiências Econômicas em Ecovilas (Taísa Mattos); Empreendimentos Populares Solidários (Bianca Lima) Prática de Conselho – Circulo Cerimonial de Diálogo (Ana Carolina Beer Simas); Estratégias de Relocalização e Sistemas de Produção e Distribuição de Alimentos: o caso da Rede raízes da Mata (Maysa da Mata e Rede Raízes da Mata); Captação Empoderada de Recursos (Felipe Simas). 
Gaia Viçosa  - Dimensão Ecológica – 21 a 27 de fevereiro de 2016

Gaia Viçosa - Educação para Sustentabilidade
Skye e Irene Cardoso na comunidade de aprendizagem Gaia
Temas abordados/vivenciados: Práticas de Sintonização e Bem-estar do Grupo, Abertura, Embarque, Programação, Apresentações GTs, Encerramento e Celebração,  Grupos de Trabalho – Estudos de Caso (Equipe Gaia Viçosa e Participantes); Panorama de Questões Ambientais Globais,  (Skye e Equipe Gaia Viçosa); Cenários Futuros, Complexidade, Práticas e Princípios da Permacultura, Design Ecológico Integrado, Reconexão com a Natureza: Preparação Prática “Presenciando”, Reduzindo a Pegada Ecológica, Planejamento Ecológico de Comunidades: Integrando Aprendizados da Dimensão Ecológica (Skye); Tecnologias Apropriadas: Água (Skye e Felipe Senna); Tecnologias Propriadas: Agroefloresta e Produção de Alimentos (Skye e Miguel Mader); Tecnologias Apropriadas: Bioconstrução e Saneamento (Skye e Felipe Simas) Tecnologias Apropriadas: Energia (Skye); Prática Sítio Lotus: Permacultura, Bioconstrução, Agrofloresta e Produção de Alimentos (Daniel Mujalli), Experiência em Agroecologia (Seu Jésus e Dona Tereresinha); Solos e Agroecologia (Irene Cardoso).
Gaia Viçosa - Educação para Sustentabilidade
Gaia Viçosa visita agricultores agroecológicos Seu Jésus e Dona Teresinha 
Gaia Viçosa – Dimensão Visão de Mundo – 17 a 23 de abril de 2016


Temas abordados/vivenciados: Práticas de Sintonização e Bem-estar do Grupo, Abertura, Embarque, Programação, Apresentações GTs, Encerramento e Celebração Final,  Grupos de Trabalho – Estudos de Caso (Equipe Gaia Viçosa e Participantes); Visão Holística e Pensamento Sistêmico, Reconexão com a Natureza e Ecologia Profunda (Ana Carolina Beer Simas); Teoria Gaia: um novo olhar sobre a vida na Terra (Felipe Simas); Espeiritualidade Socialmente Engajada (Frei Betto); Despertar e Transformação da Consciência: Espiritualidade Nativa Brasileira (Alcindo Guarani, Rosa Guarani e Geraldo Guarani); Educação Inclusiva e transformadora (José Pacheco); Saúde Pessoal e Planetária (Fernanda Andrade); Culturas Tradicionais e Movimentos Sociais (Jaqueline Cardoso Zeferino e Willer Barbosa); Feminino e Masculino (Manche Maquehue e Jaqueline Cardoso Zeferino)
Gaia Viçosa - Educação para Sustentabilidade
Comunidade de Aprendizagem Gaia Viçosa com Frei Betto 

Gaia Viçosa - Educação para Sustentabilidade
Conhecendo um pouco da sabedoria de Alcindo, Rosa e Geraldo Guarani

Gaia Viçosa - Educação para Sustentabilidade
Comunidade Gaia Viçosa e Zé Pacheco

Educação Gaia Viçosa

Nos meses de outubro e dezembro de 2015 e de fevereiro e abril de 2016, foi realizado  o curso de extensão Gaia Viçosa – Educação para Sustentabilidade. A iniciativa foi uma parceria entre o Gaia Education, a Universidade Federal de Viçosa e mais algumas instituições, dentre elas o Instituto Socioambiental de Viçosa (ISAVIÇOSA).

O curso aconteceu em quatro etapas, com duração de uma semana cada uma. Em cada semana foi enfatizada uma das dimensões da sustentabilidade: Social, Econômica, Ecológica e Visão de Mundo.

As duas primeiras dimensões, Social e Econômica, aconteceram na Mata do Paraíso, em espaço dedicado a atividades de pesquisa e Educação Ambiental, da Universidade Federal de Viçosa. Já as dimensões Ecológica e Visão de Mundo tiveram como espaço de realização a sede do ISAVIÇOSA, no Palmital, zona rural de Viçosa.

O objetivo principal do Gaia Viçosa foi o de potencializar iniciativas sustentáveis da região, articulando e promovendo trocas entre as experiências e estratégias de ecovilas, experiências de educação ambiental, e experiências populares de agroecologia e movimentos sociais, através da formação de uma comunidade de aprendizagem e práticas.

Como proposta do programa, foram criados sete grupos de trabalho, também chamados de vilas. Através do trabalho nos grupos os gaianos e as gaianas  puderam vivenciar e aplicar os conteúdos  apreendidos, bem como planejar a continuidade dos projetos, para além dos momentos de convivência no curso. As sete vilas trabalhadas nos Gaia Viçosa foram: Arcas, Camará, Crianças de Gaia, Criolas, Microbacia Escola, Nós de Água e Oca.

Mais informações ver http://gaiavicosa.wixsite.com/gaiavicosa

A seguir, um breve resumo do conteúdo trabalhado e vivenciado em cada dimensão, pela comunidade de aprendizagem.

 

Gaia Viçosa - Dimensão Social – 10 a 16 de outubro de 2015

Temas abordados/vivenciados e educadores facilitadores: Práticas de Sintonização e Bem-estar do Grupo, Apresentações GTs, Encerramento e Celebração (Equipe Gaia Viçosa e Participantes); Abertura, Embarque e Programação; Comunicação Colaborativa, Prática de Conselho – Círculo Cerimonial de Diálogo, Metodologias Sociais de Diálogo – Tecnologia do Espaço Aberto (Ana Carolina Beer Simas); Educação Gaia, Construindo Comunidade e Abraçando a Diversidade, Poder e Liderança, Facilitação de Grupos, Processos de Tomada de Decisões, Ecovilas (Taisa Mattos); Pedagogia do Círculo e Pedagogia da Cooperação, Comunicação Não-Violenta, Resoluções de Conflitos (Edite Faganello); Danças Circulares (Rubens Calegari e Cássia Prados); Dragon Dreaming: Criação Colaborativa de Projetos + Prática nos Grupos de Trabalho (John Croft). 

 

Gaia Viçosa - Dimensão Econômica – 06 a 12 de dezembro de 2015

Temas abordados/vivenciados e educadores/facilitadores: Práticas de Sintonização e Bem-estar do Grupo, Abertura, Embarque, Programação, Apresentações GTs, Encerramento e Celebração, Prática de Feira de Trocas, O Poder da Comunidade – Como Cuba sobreviveu ao Pico do Petróleo, Grupos de Trabalho – Estudos de Caso (Equipe Gaia Viçosa e Participantes); Curando Economias Locais (Felipe Bannitz); A Economia Global e as Fendas Sistêmicas do Capitalismo, Redes de Economia Solidária, Transformando a Economia Global para Sustentabilidade: Sistemas de Intercâmbio Solidários e Circuitos Econômicos Solidários, Libertação das Forças Produtivas (Euclides Mance); Moedas Sociais e Bancos Comunitários, Rede e Feiras de Trocas, Experiências Econômicas em Ecovilas (Taísa Mattos); Empreendimentos Populares Solidários (Bianca Lima) Prática de Conselho – Circulo Cerimonial de Diálogo (Ana Carolina Beer Simas); Estratégias de Relocalização e Sistemas de Produção e Distribuição de Alimentos: o caso da Rede raízes da Mata (Maysa da Mata e Rede Raízes da Mata); Captação Empoderada de Recursos (Felipe Simas). 

 

Gaia Viçosa  - Dimensão Ecológica – 21 a 27 de fevereiro de 2016

Temas abordados/vivenciados: Práticas de Sintonização e Bem-estar do Grupo, Abertura, Embarque, Programação, Apresentações GTs, Encerramento e Celebração,  Grupos de Trabalho – Estudos de Caso (Equipe Gaia Viçosa e Participantes); Panorama de Questões Ambientais Globais,  (Skye e Equipe Gaia Viçosa); Cenários Futuros, Complexidade, Práticas e Princípios da Permacultura, Design Ecológico Integrado, Reconexão com a Natureza: Preparação Prática “Presenciando”, Reduzindo a Pegada Ecológica, Planejamento Ecológico de Comunidades: Integrando Aprendizados da Dimensão Ecológica (Skye); Tecnologias Apropriadas: Água (Skye e Felipe Senna); Tecnologias Propriadas: Agroefloresta e Produção de Alimentos (Skye e Miguel Mader); Tecnologias Apropriadas: Bioconstrução e Saneamento (Skye e Felipe Simas) Tecnologias Apropriadas: Energia (Skye); Prática Sítio Lotus: Permacultura, Bioconstrução, Agrofloresta e Produção de Alimentos (Daniel Mujalli), Experiência em Agroecologia (Seu Jésus e Dona Tereresinha); Solos e Agroecologia (Irene Cardoso).

 

Gaia Viçosa – Dimensão Visão de Mundo – 17 a 23 de abril de 2016

Temas abordados/vivenciados: Práticas de Sintonização e Bem-estar do Grupo, Abertura, Embarque, Programação, Apresentações GTs, Encerramento e Celebração Final,  Grupos de Trabalho – Estudos de Caso (Equipe Gaia Viçosa e Participantes); Visão Holística e Pensamento Sistêmico, Reconexão com a Natureza e Ecologia Profunda (Ana Carolina Beer Simas); Teoria Gaia: um novo olhar sobre a vida na Terra (Felipe Simas); Espeiritualidade Socialmente Engajada (Frei Betto); Despertar e Transformação da Consciência: Espiritualidade Nativa Brasileira (Alcindo Guarani, Rosa Guarani e Geraldo Guarani); Educação Inclusiva e transformadora (José Pacheco); Saúde Pessoal e Planetária (Fernanda Andrade); Culturas Tradicionais e Movimentos Sociais (Jaqueline Cardoso Zeferino e Willer Barbosa); Feminino e Masculino (Manche Maquehue e Jaqueline Cardoso Zeferino).

 

Sistema de plantio de água já está em pleno funcionamento

Sistema de plantio de água já está em pleno funcionamento
Com as primeiras chuvas, o sistema já demonstra resultados

Curso de Plantio de Água e Manejo de Bacias Hidrográficas

 
O Instituto Socioambiental de Viçosa (ISAVIÇOSA) promove, nos dias 22 e 23 de agosto de 2015, o curso Plantio de Água e Manejo de Bacias Hidrográficas.
 
    
    
 
Através de atividades de caráter social, cultural, técnico e científico, o ISAVIÇOSA busca contribuir para a construção de soluções criativas e locais para os desafios e problemas socioambientais da atualidade. Ao promover este curso o ISAVIÇOSA pretende contribuir na difusão de práticas sustentáveis de uso da terra e da água, tornando-as acessíveis a agricultores, estudantes e profissionais da área que atuam na região de Viçosa e entorno.

O curso acontece no Sítio Palmital, zona rural de Viçosa e será facilitado por Newton Campos e Davi Salgado de Senna.  

As inscrições já estão abertas, o investimento para participação é de R$180,00 (cento e oitenta reais), inclui alimentação, material didático e certificado. O número de vagas é limitado.
 
    
    
 

Sobre os facilitadores:

Newton Campos é agricultor, educador ambiental, técnico agrícola, proprietário gestor do Sítio Jaqueira Agroecologia e presidente da Associação de Plantadores de Água (PLANT`ÁGUA). Trabalha há mais de 30 anos com plantio de água e temas relacionados a bacias hidrográficas, recuperação de nascentes e matas ciliares, utilizando diversas técnicas de conservação do solo e da água. 
 
Davi Senna é  engenheiro florestal, educador ambiental, coordenador geral do Projeto Plantadores de Água. Atua há 10 anos na bacia hidrográfica do Rio Itapemirim e entorno da Serra do Caparaó, membro do Grupo de Agricultura Ecológica Kapi’xawa, desenvolvendo projetos de extensão rural agroecológica, planejamento e diagnóstico participativo.

Programação:

Dia:  22/08 sábado

7:00 às 8:00 – Abertura/Café da manhã 

8:00 às 12:00 -  Apresentação do Projeto Plantadores de Água

12:00 às 13:30 - Almoço  

13:30 às 17:30 - Atividades práticas: leitura e interpretação da microbacia local; planejamento do plantio de água 

17:30 às 18:30  - Jantar   

Dia:  23/08 Domingo

7:00 às 8:00 – Café da manhã 

8:00 às 12:00 - Atividade prática: implantação de técnicas de plantio  de água

12:00 às 13:30 - Almoço  

13:30 às 16:30 - Atividade prática: implantação de técnicas de plantio de água

16:30 às 17:30  - Encerramento/Entrega de certificado  

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

Para mais informações, solicite enviando email para:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Por telefone, ligue:  (31) 9505-1698 ou (31) 9867-7921.