Histórico

O ISAVIÇOSA representa o amadurecimento de ações socioambientais que já vinham sendo executadas por seus fundadores anteriormente. Entre estas, destaca-se a creche rural CASA DAS CRIANÇAS MENINO JESUS - CCMJ, cuja gestão demandou um suporte institucional, que foi suprido com a criação da Associação Instituto Socioambiental de Viçosa, o ISAVIÇOSA. A CCMJ funcionou durante cinco anos (2007 a 2011), em tempo integral, de segunda à sexta, recebendo as crianças da região do Palmital, zona rural do município de Viçosa, e entorno. Com o tempo, a CCMJ se tornou um espaço de encontro e integração das comunidades na região do Palmital, e a partir disto outras iniciativas foram acontecendo, como, por exemplo, as oficinas de bordado e artesanato, visando à complementação de renda destas famílias e as festas comemorativas comunitárias.

A LONA CULTURAL é também um projeto importante na história da institucionalização do ISAVIÇOSA. Em abril de 2008, a partir de doações obtidas de particulares e empresas (entre as quais a Fundação Itaú Social), o ISAVIÇOSA adquiriu uma lona de circo com cerca de 200 m2 de área, com o objetivo de realizar atividades culturais, artísticas e educativas. Desde então foram iniciadas as atividades da LONA CULTURAL, cuja principal linha de ação tem sido a promoção de eventos voltados tanto para sensibilização e valorização da cultura tradicional e local, como para o intercâmbio com outras culturas e saberes, a fim de contribuir para o fortalecimento da identidade cultural da população da Zona Rural de Viçosa e entorno.

Nesse mesmo ano, o ISAVIÇOSA deu início ao programa MICROBACIA ESCOLA, através do qual desenvolve atividades de educação ambiental por meio de visitação, por escolas particulares, públicas e universitárias, à região das nascentes do ribeirão São Bartolomeu, localizadas no Sítio Palmital, no qual se localiza a sede da instituição. O ribeirão São Bartolomeu é um dos principais cursos d´água que abastece o município de Viçosa.

Nas atividades locais já desenvolvidas pelo ISAVIÇOSA no munícipio de Viçosa, importante destacar a realização, em 2015 e 2016, juntamente com a Universidade Federal de Viçosa e outras instituições parceiras, do curso EDUCAÇÃO GAIA VIÇOSA, certificado pela Gaia Education. O objetivo principal do Programa Educação Gaia Viçosa foi potencializar a transição para a sustentabilidade na região, articulando e promovendo trocas entre as experiências e estratégias de ecovilas e experiências populares de agroecologia e movimentos sociais, através da formação de uma comunidade de aprendizagem e práticas.

Outro projeto precursor ligado ao ISAVIÇOSA é o NÚCLEO DE ESTUDOS PRÓ-AMAZÔNIA - NEPAM, cujas atividades foram iniciadas em 2003. Com a criação do ISAVIÇOSA em 2007, o NEPAM foi incorporado às frentes de trabalho do instituto, que passou a oferecer suporte institucional ao núcleo, em torno do qual se reúnem técnicos, acadêmicos e membros de comunidades tradicionais em busca de alternativas sustentáveis para os povos da floresta. Dentre os projetos já desenvolvidos no âmbito do NEPAM, podemos destacar o ECOS DA FLORESTA – Estudos de Comunicação para a Sustentabilidade -  ações voltadas para a formação de agentes de comunicação comunitária, iniciado em 2010; o curso AMAGAIA – Educação para Design de Ecovilas, certificado pelo Gaia Education Internacional, realizado em 2013, e a condução de oficinas de planejamento participativo consensual e criação de projetos colaborativos na Floresta Nacional do Purus, Pauini, Amazonas.

O NEPAM se mantém ativo e é hoje uma das principais frentes de ação da instituição. Atualmente os principais projetos em desenvolvimento são: AMAGAIA – Programa de Apoio à Sustentabilidade Comunitária,  PLANO DE MANEJO FLORESTAL COMUNITÁRIO SUSTENTÁVEL, ambos na Vila Céu do Mapiá, e a REDE DE COOPERAÇÃO AMIGOS DO CHICO CORRENTE, rede de apoio à Comunidade Fazenda São Sebastião, organizada e gerida pelo ISAVIÇOSA, desde 2012. Tanto a Vila Céu do Mapiá quanto a Fazenda São Sebastião estão localizadas na Floresta Nacional do Purus, Amazonas.

Na frente de ação dos SERVIÇOS, desde a criação do ISAVIÇOSA em 2007, vários projetos e atividades já foram desenvolvidos em âmbito de consultoria, assessoria e/ou capacitação a diversos grupos e instituições, nas áreas social e ambiental, em várias regiões do Brasil. Dentre estes, destaca-se a elaboração dos Planos de Manejo das Unidades de Conservação, localizadas em Ouro Branco – MG, que são: Parque Estadual Serra do Ouro Branco – PESOB e do Monumento Natural Estadual de Itatiaia – MNEI (2013 a 2017). Para desenvolver o trabalho, o Instituto Socioambiental da Viçosa foi selecionado, por meio de concorrência pública lançada pelo Instituto Estadual de Florestas – IEF. Destaca-se também o serviço de coordenação técnica prestado na elaboração de diversas outras UCs.

Outra experiência importante é a coordenadoria técnica do projeto “MAPPING GLOBAL ECOLOGICAL CONNECTIVITY” (Mapeamento global de conectividades ecológicas) realizado, durante o ano de 2017, para Globaïa Foundation. Dentre as atividades realizadas destacam-se o mapeamento de corredores ecológicos entre as áreas com maior importância ecológica mundial, bem como o mapeamento de áreas com alto potencial de conservação em todo o mundo.

Atualmente, em curso, está revisão técnica da Capacitação em gestão territorial rural e aplicação do Indicador de Sustentabilidade em Agroecossistemas (ISA) de propriedades rurais e Zoneamento Ambiental e Produtivo (ZAP) de bacias hidrográficas, desenvolvida para o Ministério do Meio Ambiente/Coordenadoria de Educação Aberta e a Distância (Cead) da Universidade Federal de Viçosa. E, também, o trabalho de levantamento de dados e elaboração de RELATÓRIO DE APTIDÃO AGRÍCOLA E MAPEAMENTO DE USO E OCUPAÇÃO SOLO para áreas de reassentamento coletivo e/ou familiar de imóveis afetados pelo rompimento da Barragem de Fundão, no munícipio de Mariana/MG e entorno.

Acesse a seção PROJETOS deste site para mais informações sobre os projetos e ações desenvolvidos pelo ISAVIÇOSA.