Isaviçosa

EnglishPortuguese
EnglishPortuguese

A agroecologia 

A agroecologia é um conceito relativamente novo, ainda em construção, compreendido por muitos como ciência, prática e movimento, unindo pesquisa, saberes ancestrais e movimentos sociais. Nesta publicação, vamos falar da agroecologia com foco na produção de alimentos. 

A agroecologia pode ser compreendida como um conjunto de técnicas e práticas agrícolas alicerçadas na busca pela sustentabilidade, englobando aspectos ambientais, sociais, econômicos, políticos e culturais. É importante lembrar que a agroecologia surge como alternativa ao modelo convencional de agricultura, marcado por procedimentos que vem afetando negativamente a biodiversidade de diversos territórios.

A fim de propiciar a sinergia entre os componentes do agroecossistema, a agroecologia lança mão de saberes científicos, lado a lado com a valorização dos conhecimentos vindos das comunidades que produzem esses alimentos. Preserva as tradições reforça a preocupação com a busca do bem viver das famílias agricultoras e também enfatiza o olhar atento para esses/as sujeitos/as, que trazem suas bagagens perspectivas, técnicas e modos de produzir em suas terras.

Desde a Revolução Verde, na década de 1960, a modernização da agricultura vem difundindo técnicas agrícolas que resultam em intervenções agressivas aos ecossistemas, alinhadas a interesses econômicos de grupos específicos e a manutenção de latifúndios e monopólios agrícolas. 

Muita gente não sabe, mas a grande vantagem do manejo agroecológico é a eficácia na prevenção de problemas ambientais, como a contaminação de lençóis freáticos e a erosão  – adversidades causadas por práticas como o uso indiscriminado de químicos e o cuidado inadequado da terra, impactando negativamente  a vida em geral. 

Apesar dessa discussão ser marcada por uma série de conflitos econômicos, éticos e ideológicos, com o passar dos anos, o movimento agroecológico vem ganhando espaço na comunidade científica, na opinião pública e em instituições estatais e privadas – o que gera força e visibilidade. 

Sendo assim, a agroecologia  surge como uma alternativa ou um caminho, que, além de proporcionar melhoria na qualidade de vida humana, reconhece a importância de ações sustentáveis para a vida no planeta, na mesma medida em que percebe a saúde da natureza enquanto uma aliada na produção agrícola.

Dessa forma, a agroecologia tem sido também importante para famílias e comunidades agricultoras que buscam a soberania alimentar. Na próxima publicação iremos abordar esse assunto. Acompanhe conosco aqui!!!

Fotos: Acervo do Programa de Agroecologia e Produção Orgânica e Acervo do Sítio Flor das Águas – Viçosa/MG

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp